sexta-feira, 29 de abril de 2022

Proventos Recebidos + Carteira Ações e FII Atualizada

 Olá, Finansfera!

Estou afastado, mas vivo. Cansei de ficar postando fechamentos. Não tenho acompanhado mais ações, investimentos, nada. Todo mês vou lá, aporto um pouco em ações, outro em tesouro direto, fundo de imóveis, poupança, enfim, depende da vontade e dos ânimos, mas não olho mais nada. Piloto automático total.

O que acompanho mesmo são os rendimentos, pois é o que eu procurava informações e saber mais quando iniciei nos investimentos.

Só para atualizar aos que acompanhavam o blog, continuei na mesma, comprei mais imóveis e devo ter aportado entre 50 a 100 mil por mês desde a última postagem. Atingi os 2 milhões em dinheiro vivo, diluindo entre ações, FII, tesouro direto, poupança, stocks e fundo DI e uns 3 milhões em imóveis.

Não postarei mais nada acerca de aportes ou o que comprei ou deixei de comprar, pois perdi interesse em acompanhar e controlar.

Por outro lado, continuo focado no crescimento da renda passiva, embora o valor seja bem superior por conta dos rendimentos dos outros investimentos, vou considerar somente o oriundo de Ações e Fundo de Imóveis, que é o que uso de métrica pessoal.


RENDA PASSIVA (Ações e FII):


Atualmente possuo R$ 1.123.824,42 em ações e FII, sendo R$ 609.898,48 em ações e R$ 513.925,94 em FII.



Em abril tivemos uma renda passiva de R$ 5.685,65, sendo:

R$ 1.635,92 de ações 
R$ 4.049,73 de FII  


Caso queiram algum dado diferente ou informação de alguma outra forma, posso fornecer.


PROVENTOS ANUAIS



HISTÓRICO DIVIDENDOS E RENDIMENTOS


DATA RP TOTAL
12/2016 9,35
01/2017 3,50
02/2017 0,00
03/2017 1,59
04/2017 28,76
05/2017 36,45
06/2017 20,49
07/2017 12,02
08/2017 56,05
09/2017 54,87
10/2017 11,03
11/2017 20,77
12/2017 390,16
01/2018 46,39
02/2018 40,36
03/2018 229,84
04/2018 187,65
05/2018 357,36
06/2018 318,22
07/2018 160,19
08/2018 608,12
09/2018 401,42
10/2018 234,65
11/2018 374,79
12/2018 846,12
01/2019 1.006,93
02/2019 566,65
03/2019 1.869,44
04/2019 1.266,45
05/2019 1.675,78
06/2019 1.137,44
07/2019 1.402,87
08/2019 1.952,37
09/2019 1.910,44
10/2019 2.360,59
11/2019 1.699,79
12/2019 2.183,16
01/2020 2.516,88
02/2020 1.899,35
03/2020 2.423,79
04/2020 1.794,27
05/2020 1.645,04
06/2020 1.098,78
07/2020 2.545,20
08/2020 1.612,36
09/2020 1.321,27
10/2020 2.066,96
11/2020 1.658,63
12/2020 2.936,45
01/2021 3.820,29
02/2021 2.112,39
03/2021 2.672,75
04/2021 2.956,31
05/2021 4.943,81
06/2021 3.045,50
07/2021 4.122,68
08/2021 3.391,38
09/2021 2.758,84
10/2021 3.611,72
11/2021 4.306,03
12/2021 5.291,44
01/2022 4.959,71
02/2022 4.876,07
03/2022 5.629,34
04/2022 5.685,65


CARTEIRA ATUAL AÇÕES E FII




==========================================

Um abraço a todos e continuem na jornada.


segunda-feira, 1 de novembro de 2021

Fechamento Julho a Outubro 2021 | + Stocks + Criptos

Olá, Finansfera!


Seguimos com mais um fechamento, sem a periodicidade mensal, mas antes tarde do que nunca. 

Dei uma desencanada dos controles financeiros, não estou anotando mais nada direito, aportes etc, estou focando em comprar o que der e contar os dividendos para aumentar na medida do possível.


Esse ano está sendo de extremos desafios na empresa, stress stress, stress. Muita concorrência desleal e muita corrupção. Cansei, fui atrás de outras abordagens, tracei um plano novo de fusão com outra empresa, com projeção de 24 meses para conseguirmos "virar a chave" (comunicar clientes, mesclar equipe, adaptar códigos etc).

Se Deus quiser, e tudo dará certo, tudo que criei passa para essa outra empresa, mais sólida e estruturada, mas eu recebo um percentual em cima dos clientes da empresa. Nessa virada de chave e transição, acredito que minha receita vai reduzir um pouco, mas com potencial maior e mais rápido para o longo prazo.

O grande ganho, na verdade, nem será financeiro. Será de tempo, de qualidade de vida, pois, se der certo, não preciso mais me preocupar com contratos, suporte, atendimento, implantação, marketing, prospecção, concorrência, absolutamente nada. É como se fosse um royalties fixo por cada cliente, e só. 

Agora é continuar costurando os contatos e a relação, até arrematar isso. Quando isso ocorrer, e se for do jeito que tenho em mente, aí sim estarei plenamente tranquilo e começo a ter sobra de tempo absurda. Acredito que nesse momento realmente começarei a "viver".

Por enquanto só na ansiedade, que não posso demonstrar.


Apesar dos bons momentos, em outubro tive uma recaída psicológica drástica. A vontade de partir e deixar tudo foi muito, mas muito grande. Uma angústia e tristeza absurda. Meu  filho acho que percebeu, pois do nada me abraçou e "não fica triste".

A depressão é isso, por fora você vai em eventos, vai a festas, tem amigos, está sorrindo, por dentro, do nada, você está destruído.

Mas eu tenho muito auto controle e aprendi a domar meus demônios.


Meu foco agora é completo em conseguir liquidar essa "fusão / incorporação" e só acompanhar.


CRIPTOS

Montei uma mini mineradora de Criptomoeda tempos atrás com outros amigos. Fizemos pela diversão, todos gostamos de hardware etc, mencionei no post passado. 

Ela está bem configurada e super estável e nunca precisamos fazer qualquer intervenção. Apenas acessamos o site para checar. Fica em sala com ar condicionado 24 horas, com nobreak, gerador, energia solar e tem rendido +/- 0,2 a 0,3 ETHEREUM por mês. O que deve dar de 4 a 6/7 mil reais mensais.

Por enquanto combinamos em só estocar, se um dia for para 15 ~25 mil dólares, aí vemos o que fazemos com o ethereum parado.


Por conta da inflação do Brasil, acabei comprando BITCOIN também, antes tarde do que nunca, mas uma pequena parcela, só para o caso de precisar numa zica tremenda. Vai que o bitcoin se torna alguma moeda especial de acesso a locais secretos tipo a moeda do filme do John Wick kkkkk

Comprei a 50.000 dólares o montante de 0,1 BTC.


Fiz pequenos swings com ADA, ETHEREUM e EGOLD, aqui no EGOLD a valorização foi boa, de 80 dólares para 240 dólares, mas tinha pouco dinheiro, então o ganho também foi irrisório.


E como APOSTA de uma explosão, recomendei a amigos pegarem a SHIBA INU, mas eu mesmo não comprei. Dureza.

Então, no momento, como "loteria" e acreditando na comunidade forte por trás, comprei BABY DOGECOIN (https://babydogecoin.com/).

A moeda é nova, tem somente 5 meses, mas já angariou mais de 800 mil holders, com marketcap beirando o 1 bilhão de dólares.  É uma moeda que foi lançada com bastante à disposição (420 quatrilhões), mas com QUEIMAS periódicas, reduzindo a quantidade em circulação (atualmente foram queimados 150 quatrilhões).

A moeda é reflexiva, o que significa que o valor de cada transação, um percentual é redistribuído a quem está holdando. Além disso, um percentual é queimado e um percentual é destinado a doações.

A ideia, com isso, é fortalecer a moeda na comunidade de forma paulatina, sem que perca liquidez.

Por enquanto ainda não foi listada em corretoras como a Binance.


Comprei 100 bilhões de moedas com 400 dólares.

A cotação atual é US$ 0,000000004280.

Ou seja, se a moeda cortar 3 a 4 zeros, ela ainda continuará valendo menos de centavo: 0,00004280, mas meu ganho terá sido de 400.000 a 4.000.000 de dólares.

Como tem a queima periódica, o marketcap subindo e a comunidade forte, achei uma boa para arriscar.


Como não preciso do dinheiro e o investimento foi baixo, vou segurar, vamos ver se acontece algo como a Shiba Inu. Voltarei a olhar em 2022 como ficou.


Também devo pegar 500,00 mensal e comprar outras altcoins desse mesmo estilo.



Portanto, a carteira cripto atual está em:


100 bilhões de BABYDOGECOIN

0,1 BITCOIN


Vendi as ADA, ETHEREUM, EGOLD (ELROND) com ganho. Como estava dentro da faixa de isenção de ganho de capital, não paguei imposto de renda.



APORTES

Nesse período aportei em várias coisas como criptos, tesouro direto, poupança, ações, FII e Stocks. Não sei quanto aportei em renda fixa, tesouro direto, poupança etc  Essas daí tem alguns de aporte automático do que fica parado na conta, aí fiquei com preguiça de controlar, então estou controlando só o dinheiro novo que entra em renda variável e o da renda fixa como se fosse um estoque de dinheiro novo. 

Marquei só ações, FII e stocks, que, no fim, é o que interessa mais.

APORTE RENDA VARIÁVEL JULHO: R$ 60.000,00
Rendimento RENDA VARIÁVEL: +1,76%
Total ações e FII: R$ 940.314,52


APORTE RENDA VARIÁVEL AGOSTO: R$ 15.000,00
Rendimento RENDA VARIÁVEL: -2,19%
Total ações e FII: R$ 934.402,39


APORTE RENDA VARIÁVEL SETEMBRO: R$ 55.000,00
Rendimento RENDA VARIÁVEL: -2,82%
Total ações e FII: R$ 961.454,35


APORTE RENDA VARIÁVEL OUTUBRO: R$ 45.000,00 + US$ 1.000,00  
Rendimento RENDA VARIÁVEL: -4,43%
Total ações e FII: R$ 961.908,30



Ações e FII foi dureza esse período ahhahaha colocava 15, sumia, aportei 10 mil, sumiu, aportei 20 mil, sumiu.
Fui aportando conforme foi caindo, pois bati 1 milhão em ações/FII entre agosto e setembro e não queria perder o sétimo dígito. Mas a queda foi maior do que a capacidade de aporte, perdi a guerra, não teve jeito. 

As quedas foram mais ou menos de 12.000,00 em agosto, 25 a 30 mil em setembro e 45 mil em outubro. Minha nossa.

Parecia um ralo.

Depois do milhão em ações, qualquer 1% são 10 mil a menos, então olhando em números absolutos assusta, afinal quedas de 40 mil em um mês não é fácil, mas em percentual, são 4%, do patrimônio todo, cai para menos de 2%, se considerar imóveis e veículos então, a queda é ínfima.

Se eu estivesse 100% em renda variável não teria ficado confortável, mas por enquanto estou tranquilo.

Vamos ver quando chegar as grandes cataratas de 80%.



TESOURO DIRETO

Eu tenho comprado todo mês, a ideia era comprar 5000,00 por mês, mas perdi a paciência com a lerdeza de ver o montante total subindo, aí conforme ia pegando taxas ok como 5% + IPCA, aportei um pouco mais.

Nesse momento é possível pegar taxas de 5,47% + IPCA, o que acho até interessante.

Vou manter as compras mensais.

Estou comprando IPCA+2035, ao todo tem R$ 135.000,00 nessa modalidade. O dobro do projetado para 2021.

Queria pegar o com o CUPOM DE JUROS SEMESTRAIS, mas não achei nenhum lugar que explicasse direito QUANTO EU VOU RECEBER de juros semestral.

Seria isso o certo: se eu por 200.000,00, vou receber a cada 6 meses a TAXA contratada + o IPCA do período????

Todo lugar que li só blá blá blá com cálculos metodologias e monte de baboseira. Nada pragmático.

Só sei que não compensaria o semestral, pois o juros ficaria "menos" tempo rendendo, além do IR.

Se alguém souber me explicar, agradeço.

E também, aos que compram tesouro direto, vocês compram sempre o mesmo título ou vão variando? Exemplo: IPCA+2026, aí outro aporte pegam o IPCA+2035 e o IPCA+2045?



STOCKS

Abri uma conta na Passfolio e comecei a comprar stocks agora no fim de outubro. Não imaginava que era tão fácil. Me arrependo de não ter começado antes, isso sim, mas tudo ao seu tempo.

Foi assustador só ver como nossa moeda não vale mais nada. Mandei um aporte inicial de R$ 1000,00 aí chega lá tem 170 dólares líquidos kkkk
Como o valor não dava para quase nada, mandei mais 5000,00

Outro ponto que me assustou muito foi o tamanho das empresas americanas. É muita receita, muito caixa, tudo na casa dos bilhões. Só olhando as stocks, senti que é um mercado e uma sociedade muito mais intensa, muito mais viva e muito mais rica em termos de "dinheiro circulando" do que o Brasil. Uma coisa é ler notícias, ver filme, seriados, outra é você ver isso nos balanços das empresas. Tive uma percepção do "tamanho" do poder americano completamente diferente. Espero um dia poder ir conhecer pessoalmente.

Impressionante.


APORTES STOCKS

10/21 - R$ 1000,00 > US$ 177,01
10/21 - R$ 5000,00 > US$ 869,29


COMPRAS REALIZADAS STOCKS

1 ação - Johnson & Johnson (JNJ)
2 ações - Microsoft Corporation (MSFT)
3 ações - Coca-Cola Company, The (KO)






Gostei de diversificar em stocks, ainda mais que já tem dividendos para receber em novembro. Vou acelerar o processo de dolarizar o patrimônio.

AÇÕES E FII



Gráfico patrimônio em ações e FII (linha vermelha) e dividendos/rendimentos recebidos (barra azul);



Evolução mensal dos dividendos / rendimentos recebidos

DATA RP TOTAL
12/2016 9,35
01/2017 3,50
02/2017 0,00
03/2017 1,59
04/2017 28,76
05/2017 36,45
06/2017 20,49
07/2017 12,02
08/2017 56,05
09/2017 54,87
10/2017 11,03
11/2017 20,77
12/2017 390,16
01/2018 46,39
02/2018 40,36
03/2018 229,84
04/2018 187,65
05/2018 357,36
06/2018 318,22
07/2018 160,19
08/2018 608,12
09/2018 401,42
10/2018 234,65
11/2018 374,79
12/2018 846,12
01/2019 1.006,93
02/2019 566,65
03/2019 1.869,44
04/2019 1.266,45
05/2019 1.675,78
06/2019 1.137,44
07/2019 1.402,87
08/2019 1.952,37
09/2019 1.910,44
10/2019 2.360,59
11/2019 1.699,79
12/2019 2.183,16
01/2020 2.516,88
02/2020 1.899,35
03/2020 2.423,79
04/2020 1.794,27
05/2020 1.645,04
06/2020 1.098,78
07/2020 2.545,20
08/2020 1.612,36
09/2020 1.321,27
10/2020 2.066,96
11/2020 1.658,63
12/2020 2.936,45
01/2021 3.820,29
02/2021 2.112,39
03/2021 2.672,75
04/2021 2.956,31
05/2021 4.943,81
06/2021 3.045,50
07/2021 4.122,68
08/2021 3.391,38
09/2021 2.758,84
10/2021 3.611,72


PROVENTOS ANUAIS



Satisfeitíssimo com a evolução dos proventos das ações e FII.

Afinal, já são 3 salários mínimos mensais de renda passiva!!


COMPRAS REALIZADAS NO PERÍODO:

Vendi minhas PTBL3, tinha comprado bem no início que comecei, sai no lucro.


AÇÕES:



FII:





=======================================

Um abraço a todos e continuem na jornada com paciência e esperança. 

A caminhada não é fácil, mas devagar, em frente sempre, focando em ganhar dinheiro, diversificar e não se esqueçam de viver intensamente, ser grato e ser feliz.

 Acaso sua situação atual não lhe satisfaça, erga a cabeça e continue a sua luta, pois embora não seja fácil, acredite que dias melhores virão, seja grato pela sua saúde e acredite.


sexta-feira, 9 de julho de 2021

Reforma tributária + Fechamento Junho 2021 | Aportes Renda Variável: R$ 40.000,00 | Patrimônio Renda Variável: R$ 864.000,00

Olá, Finansfera!

Li vários relatos que a finansfera está morrendo. De fato, essa necessidade de anonimato, logar em navegadores separados, VPN etc etc para comentar, por si só, já afasta muitos em realizar comentários. Tenho feito de forma anônima ultimamente.

E com essa geração de youtubers, tiktoks e outras coisas, me sinto um alienado completo. Vejo alguns vídeos de youtubers, só tem especialista vendendo curso. Todo mundo é especialista agora.

Um ou outro conseguiu patrimônio no mundo real, sinto que um monte conseguiu é no carisma, presença e público, logo, tendo público e sendo famoso, vira especialista.

Tem até biólogo falando de investimentos e criptomoedas. Piada. Não que precise de formação, mas vários saem da sua expertise e falam de outros assuntos atrás do público, do like, da visualização, ser a pseudo-celebridade.

É a massa movimentando a massa.

Prefiro ler. No jargão ridículo da vez, somos cringes.

E cringe serei.


=======================

EDIT: Segundo informações de hoje (12/07/2021) a taxação de 15% dos FII será retirada do projeto pelo relator. Algumas considerações abaixo foram feitas em cima do projeto apresentado pelo Governo. Seguimos acompanhando.

========================

Esse mês de junho foi bem volátil na bolsa, aportei conforme foi caindo. Tem que ter estômago e paciência. Felizmente, já passei dessa fase de ansiedade e aguento bem o tranco.

Para quem está começando, entre com 100,00 a 1000,00 mensal, durante 1 ano, até acostumar o psicológico. Somente após esse ciclo, aí sim entre verdadeiramente em renda variável.

A volatilidade maior se deu pela aberração do projeto proposta pelo Paulo Guedes acerca da reforma tributária (tributação de lucros, dividendos e revisão do IR).

Não acreditando que um projeto péssimo igual esse saiu de um liberal, comecei a pesquisar e ler notícias e, como não podia deixar de esperar, o projeto foi feito exclusivamente pela equipe da Receita Federal.

Inaceitável isso.

Inadmissível.

Não passou pelo crive dos demais pares da equipe econômica, como a Secretaria de Desburocratização etc foi feito isoladamente pelos integrantes da Receita Federal junto com o Ministério da Fazenda.

E agora querem o discurso goela abaixo de que "não haverá aumento de impostos, apenas redistribuição".

Poupe-me, senhores.


Fico admirado e impressionado que o Ministro, assim como os integrantes da Receita estão usando o discurso de dualidade, aproveitando da polarização do país que instituiu-se ao longo da última década, induzindo a guerra e polarização ainda maior de "pobre vs rico"; "empresário vs trabalhador"; "privilegiado vs sociedade".


Absurdo.


Ainda mais na origem do projeto: a Receita Federal. O foco jamais seria desburocratizar, baixar tributos, simplificar. Vejo o projeto como maior arrecadação; maior burocratização; maior controle e mais poder para os Auditores. 

Não me queixo da tributação de dividendos de sociedade anônima. O que me queixo é especialmente acerca da tributação da distribuição de lucros das empresas para os sócios (digo sociedade Ltda mesmo, do comércio, da padaria, do prestador de serviço etc). A lei poderia ter criado essa separação.

Até posso concordar com o discurso de que "todos os países do mundo tributam dividendos, menos o Brasil e Estônia", mas não concordo com a tributação do lucro, com a Receita argumentando que "PJ é uma coisa, Pessoa Física é outra e o fato gerador é diferente".

Não, não é.

Acerca dos dividendos em si, digo que até aceito e compreendo, pois, nesse fato, não há o esforço. É apenas o dinheiro aplicado, retornando. Há outros mecanismos que poderiam ser utilizados como a recompra de ações, não supre tudo, mas ok, até compreendo. MAS TAMBÉM NÃO CONCORDO de forma alguma que o cara que recebe R$ 100 ~300,00 de Dividendos ou rendimentos seja tributado. Por que então não colocou um valor de isenção?? É um desserviço à popularização da bolsa! Tem 1 milhão de CPF na bolsa e 20 milhões investindo em pirâmides! 

É o brasileiro normal, com seu esforço e suor buscando uma melhora no futuro e vem o governo e CONFISCO! CONFISCO! Chega!

Não dá mais. O mesmo raciocínio é válido para a tributação de lucros.

É fácil usar o argumento que "3000 pessoas receberam 120 bilhões sem pagar tributos". Ora, então faça uma lei com muito mais distribuição e igualdade. Uma coisa é o cara que recebe 1 bilhão pagar 10% disso, pois, afinal, ainda continua com 900 milhões. Outra coisa é o cara que recebe 20~30 mil pagar 10% disso. E pior ainda, o cara que LUTOU anos e anos para receber seus 1.000,00 de dividendos e ter que pagar tributos.

 É o valor da escola do filho, da mensalidade da casa, do carro. 

É bastante dinheiro, concordo, mais do que muitos da sociedade.

Mas o que quero dizer é: aos bilionários, realmente é "renda", dinheiro que vem de conglomerados etc ao "empresário normal" o dinheiro vem diretamente do seu esforço, do seu trabalho. Não é renda.


O argumento de que irá reduzir a alíquota de IRPJ de 15% para 10% será suficiente para suprir a diferença, não rola e nem a isenção de "R$ 20.000,00 para ME e EPP" seria suficiente, pois o Projeto de Lei veda essa isenção quando houver parentesco até 3º grau entre os sócios. Ou seja, sociedades entre  pai, irmão, tios, esposas, filhos etc não seriam beneficiados. Somente com primos em diante na linha de parentesco.

O que isso implica? Vamos imaginar uma empresa prestadora de serviços, que tem poucos insumos.

Pode ser uma clínica médica, uma clínica de fisioterapia, uma empresa de software, ou qualquer coisa que envolva prestação de serviços.


Vamos supor que essa empresa médica seja do Lucro Presumido, clínica famosa e renomada, tenha como sócios "o filho", "o pai" e "dois tios" e hoje fature com seus atendimentos e cirurgias médicas R$ 120.000,00 mensal. 

Ela irá pagar no mês R$ 15.436,00 de impostos federais:



O IRPJ e o CSLL para essa atividade do exemplo presume-se uma base de lucro da ordem de 32% (15% de 32% para o IRPJ e 9% de 32% para a CSLL), por isso 38.400 na tabela acima.

O IRPJ excedente é uma aberração existente na lei que paga-se um "adicional" de 10% sobre o que exceder de 20.000,00, por isso os 18.400 (38.400,00 - 20.000,00).

Logo, do faturamento do exemplo, temos que o faturamento menos os tributos federais (R$ 120.000,00 - R$ 15.436,00), essa empresa sobrou bruto R$ 104.564,00.


Do valor, ainda teríamos impostos municipais (ISS), tributos e encargos trabalhistas (FGTS e INSS), custos como limpeza da clínica, internet, softwares, funcionários (digamos atendentes, limpeza e equipe de cirurgia como anestesista, instrumentador etc) , aluguel,  vamos supor que essa clínica trabalhe com uma margem líquida de 35% do bruto, sobraria aí então 42.000,00 mensal líquido. 

Um bom valor, mas para dividir entre os 4 profissionais, daria R$ 10.500,00 cada um.

Não entendo de clínica médica, mas acredito que o valor embora muito bom pensando no geral de um brasileiro, não acho justo para um médico empresário que além de toda a dor de cabeça de manutenção do seu negócio, funcionários, ainda tem toda a responsabilidade em lidar com uma vida.

Agora, vamos ver isso pela proposta do governo de que "não vai impactar" :



Ué, Precoce, mas analisando a tabela os tributos reduziram!!!

E é aí o pulo do gato. Para a Receita Federal, os tributos DA EMPRESA reduziram. Ela entende que ao distribuir o lucro para os sócios, é outro fato gerador, e portanto, deve pagar DE NOVO os impostos, então, teria mais 20% a pagar.

Do nosso exemplo acima, cada médico, sendo parente (o que não é difícil de acontecer) não teria o benefício de isenção (que foi colocado no projeto de última hora, vamos aguardar como fica a redação final, se aprovado) e ainda pagaria 20% sobre os 10.500,00 cada um, o que daria R$ 2.100,00 CADA, ou seja, 8.400,00 ao todo. 

Somando-se o valor de R$ 13.516,00 com esses 8.400,00, daria R$ 21.913,00. Subtraindo-se do tributo pela lei atual (21.913,00 - 15.436,00 = R$ 6.477,00), esses médicos, considerando o todo, pagariam R$ 6.477,00 a mais de impostos.


A Receita bate no argumento de que "mas pagou porque transferiu para a pessoa física... é só deixar o dinheiro na pessoa jurídica. Temos que incentivar a geração do emprego, que essa clínica invista, cresça".

Balela.

Nesse exemplo que usei, e está cheio de pessoas nessas condições nas mais variadas categorias, a tributação vai, sim, aumentar. No mundo real, senão for empresa muito grande, muito estruturada, não existe essa separação de "o dinheiro é lucro da empresa, o dinheiro é meu agora".

O "empresário" vê uma casa, compra e transfere como lucro da empresa e pronto. Não existe reuniões e assembleias para discussão ou distribuição. Só existe em S/A ou empresas realmente grandes e estruturadas.

Esses empresários já pagaram e vão pagar de novo. No caso, a renda desses médicos reduziu algo próximo de 15%. Teriam que aumentar a receita da clínica, mas veja, não se trata de um serviço "escalável" (como quase todos os prestadores de serviços).

Não basta aumentar a produção, não basta mudar um equipamento e ganhar em performance. É impossível isso, já que o trabalho é feito diretamente pelos médicos e limitado ao seu tempo.

Sacrificarão mais ainda sua vida, em prol da receita, pois, como disse, para alguém que ganhe 10 mil ou 20 mil, pagar 1000 ou 2000 extra, afetará diretamente sua qualidade de vida.

Mas a Receita alega que a empresa jamais repassará isso ao consumidor final, pois a tributação é para a pessoa física, não para a empresa.

Sério? 

Eu devo ser burro demais.

Muito.

E isso é só um dos exemplos. O projeto de lei possui outros complicadores e dificuldades impostas, que darão força, bem verdade, mais poder à Receita Federal e menos força aos empresários.

Em um momento que por um lado se divulga "recorde de arrecadação" e do outro lado entrando em uma era pós-covid que precisa incentivar investimentos e crescimento, uma medida dessa, para mim, é um tiro no pé.

Sempre tenho a impressão que o Ministro trabalha com vontade de criar desgraça para aumentar o lucro ou oportunidades de investimentos de seus pares.

É complicado.


Como falei, é válido, sim, reformas. É válido, sim, tributar dividendos e, talvez, até o lucro, mas que seja de uma forma lógica e de quem realmente não terá impacto relevante em sua vida. Mas não compreendo como válido fazer isso na atual conjuntura do país e, muito menos, sem que haja efetivos cortes de despesas do Governo Federal.

Ora, é necessário pela Lei de Responsabilidade Fiscal sempre trabalhar no equilíbrio, não pode haver aumento ou redução de tributos sem a compensação do outro lado. Então porque não se cria uma reforma tributária verdadeira, de longo prazo, paulatina e escalável, juntamente com reformas que tragam reais medidas de redução de despesa?

O certo é reduzir despesa e reduzir tributos. Não manter ou aumentar despesas e criar manobras de reequilibrar nos tributos.

Alguém pagará a conta, e, como sempre, vai ser a classe média verdadeira:

- O trabalhador que poupou e investiu em ações;

- O pequeno empresário que luta para tirar mais do que um salário "normal do mercado";


Afinal, para que ter dor de cabeça com funcionários e tudo o mais de empresas? Melhor ser "nine to five".


Em um país em que Senado Federal compra cadeiras Rei Luís XV por R$ 500.000,00 e o Supremo Tribunal Federal compra vinhos com 4 premiações internacionais, com dinheiro público, não posso concordar.

O Ministro ameaça: "senão aprovar, me retirarei do governo". Então, vá-se embora.

====================

Quem ler, deve pensar: "ahh só critica porque vai pagar mais impostos, é empresário opressor". Mas não acho que ninguém deve pagar mais tributos. Acredito que estamos no limite.

Aos trabalhadores, deve-se aumentar a faixa de isenção, sim. 

Aos empresários, deve-se retirar uma série de truculências legais, burocracias e reduzir tributos.

É essencial uma reforma de redução de custos e inversão lenta tributária. 

Tem que desafogar o consumo!

Tem que incentivar o brasileiro a investir! Mas não, vai tributar igualmente o cara que recebe R$ 100,00 de dividendos da mesma forma que o Luis Barsi! Belo projeto, Brasil!

O país precisa de uma reforma completa, de todas as searas, um projeto Brasil 2050. Uma reforma que perdura durante décadas, que ano a ano vai escalonando rumo a corte de despesas, aumento de receitas com ganho de produtividade (e não canetada) e mudança cultural.


Engraçado que no passado, a Coroa Portuguesa instituiu o tributo QUINTO sobre o ouro, que pagava-se um quinto de metal extraído à coroa, ou seja, 20%. Daí surgiu a expressão QUINTO DOS INFERNOS.

Veja: Tiradentes foi enforcado ao reclamar de pagar METADE do que pagamos hoje! 

O que é isso? Cadê o protesto? Cadê as críticas!!!! Sempre que discuto o assunto, me sinto uma voz vazia, um perdido no limbo!!

O Estado deve cobrar tributos apenas para manter o mínimo do ensino, saúde, moeda e segurança. Por que temos que ser CONFISCADOS, mais do que A COROA PORTUGUESA levava, para manter essa máquina suja brasileira? E falo geral, independentemente de partido.

Feito meu desabafo e insatisfação, não há nada que eu possa fazer, só me resta continuar trabalhando. Nem ser candidato a deputado eu conseguiria, pois seria uma voz vazia e perdida ou assassinado.

======================


APORTES RV JUNHO 2021: R$ 40.000,00
Rendimento: -1,26%
Fechamento: R$ 864.000,00


Esse mês somando aportes de renda fixa e não recorrentes que entrou, devo ter aportado algo na faixa de 100.000 - 120.000,00. Um dos meus recordes.

======================


RENDA PASSIVA (Ações e FII) - GRÁFICO :

Vamos à melhor parte, renda passiva. Não tenho pretensão de ser FIRE, sou mais focado em buscar tranquilidade, mas continuar produzindo de alguma forma, seja reduzindo a jornada e mantendo o emprego; seja mudando para um trabalho meio período; seja fazendo alguma atividade qualquer que seja. O negócio é não ficar parado e sempre dar um jeito de trazer receita. Mas é muito bom ver os dividendos pingando.

Esse mês tivemos uma renda passiva de R$ 3.045,50, sendo:

R$ 949,02 de ações (+/- 500.000,00 investido)
R$ 2.096,48 de FII    (+/- 380.000,00 investido)

Posto a imagem mês a mês porque no começo eu tinha muita curiosidade de saber "quanto realmente" alguém que tem dinheiro recebe. Para criar meus planos e projetos. 

Caso queiram algum dado diferente ou informação de alguma outra forma, posso fornecer.






PROVENTOS ANUAIS




=======================================


COMPRAS REALIZADAS NO PERÍODO:

Embora seja de julho, vou deixar apenas a menção que logo no início (01/07/2021) vendi minhas ações da Hering (HGTX3).

A Hering foi comprada pela SOMA. Como não gosto da empresa e vai ser um rolo danado depois em IR, resolvi vender com lucro.


AÇÕES:


FII:



Como sempre, as compras foram feitas considerando os aportes + o que estava na corretora, por isso o valor é maior que o aporte.


=======================================

É isso.
Postagem feita para registro e marcar presença, além do desabafo tributário.

Um abraço a todos e continuem na jornada.